Pequeno-almoço – outra vez? Parte I – os rótulos

Pequeno-almoço – outra vez? Parte I – os rótulos

O pequeno almoço é daquelas refeições que mais dúvidas acarreta. Vamos desmistificá-lo na próxima semana com um desafio. Estás comigo?

Pequeno almoço – outra vez? Parte I – os rótulos

Estamos mecanizados de tal forma que ao pensarmos no pequeno almoço, pouco mais vem à nossa ideia que uns cereais com leite, ou pão recheado a gosto (queijo, fiambre, compota, manteiga,…) e um café com leite. Mas será que sempre foi assim? Efetivamente passamos para o lado prático, ajudados pela crescente indústria de panificação e afins. Cada vez mais quase que o pequeno-almoço salta diretamente das prateleiras dos supermercados para a mesa. Tudo vai sendo de tal forma automatizado e facilitado que nem olhamos para o que estamos a comer.

Olhando para os rótulos

rótulo de fiambre
Um rótulo de um alimento qualquer…

Antes de passarmos diretamente ao desafio da próxima semana, um desafio de 5 dias, vamos parar um pouco e olhar para os rótulos. Aquela caixa de cereais que ainda existe lá em casa serve perfeitamente. (Sim, eu sei que só está ali para uma eventualidade…). Independentemente da marca, vai existir uma percentagem de farinhas de trigo e de outros cereais, açúcar, com este nome ou com nomes mais pomposos, uma gordura, claro que será vegetal, proveniente de um moroso e espetacular processo inventado para que um grão qualquer pudesse ser devidamente manipulado até verter a sua gordura (processo impossível de fazer em casa!). Depois ainda vão aparecer alguns sabores, de acordo com o nome do cereal. Uns mais naturais, outros mais sintéticos, mas estão lá com o único objetivo de serem os melhores para conquistar! Curiosamente, algumas caixas ostentam, ainda, orgulhosamente o selo de um alimento recomendado por qualquer entidade de saúde, no âmbito de uma alimentação saudável.
Se não optaste pelos cereais, ou já não tenhas a caixa em casa, talvez se encontre pão e o teu seja um pão de forma, isso também serve para espreitar o rótulo. Vão existir poucas mudanças nos ingredientes em relação ao primeiro… talvez mudem as concentrações, mas a base é a mesma.
Ok, o pão é integral, comprado no lugar xpto (esta expressão já passou de moda, não?), fabricado por métodos artesanais com grãos de excelente qualidade… (não deixa de ser uma mistura de farinhas… mas, adiante). Vamos olhar para o recheio: aquela margarina vegetal com sabor a manteiga tem o quê na sua constituição? E o fiambre de frango ou peru, comprado propositadamente para uma alimentação saudável, também traz rótulo. Conheces todos os ingredientes como comestíveis (comida de verdade que espontaneamente aparece na natureza)?

O meu pequeno almoço de hoje choca-te?

 

Poderia continuar a lista, mas o desafio espera por nós no próximo post, por isso quero mesmo é que penses seriamente no teu pequeno almoço e digas para ti mesmo. Comes porque escolhes ou porque estás já tão formatado para esse tipo de alimentos que custa pensar em algo diferente?
Melhor, vou te apresentar o meu pequeno-almoço de hoje.

 

  • Como é que o aceitas?
  • Estranhas?
  • Achas-me maluca?
  • Que abertura tens para uma mudança?
Prometo que o desafio não implica tomar um pequeno almoço assim. Este serve apenas para te agitar e dar uma nova perspetiva ou um olhar diferente para a primeira refeição do dia.

Pssst, ainda estás aí? Resististe à prova do pequeno almoço?

Então aproveita o espaço dos comentários para falares dos teus sentimentos e pequenos-almoços, enquanto preparo tranquilamente o desafio.

 

Não, não me esqueci de mostrar… aqui está:

pequeno-almoço saudável

O meu pequeno almoço

O meu pequeno-almoço de hoje
 Acompanhado com um café bem quente e intenso!
Saíste dos rótulos da comida, mas…acabaste de me rotular? De quê? 🙂
Tranquilamente,
Bela