As variantes do Estilo Paleo – conhece-as

As variantes do Estilo Paleo – conhece-as

Falar de Estilo Paleo é muito mais do que falar de uma dieta. Apesar de ter fundamento ou base na alimentação, é muito mais abrangente e quem o adota, fica com ele para a vida. Existem variantes que vamos apresentar, porém, a base é a mesma para todos.
Paleo – etimologicamente não é ainda uma palavra reconhecida, porém está cada vez mais a tornar-se comum e, de certa forma, remete-nos para o passado anterior à agricultura. Falar em dieta Paleo, alimentação Paleo ou Estilo Paleo significa falar de uma alimentação que tem a base ideológica do tempo do paleolítico.

Os fundamentos base do Estilo Paleo

Na época do Paleolítico, o Homem era caçador recolector e isso quer dizer que aquilo que ele comia vinha diretamente da natureza e não sofria processamento. Assim, esse conceito vem agora para nós. Colocamos, por isso, no nosso prato legumes, vegetais, raízes. Adicionamos a isso proteína animal. Juntamos algumas sementes e frutos secos e como mimo da natureza, comemos um doce – a fruta. Simples assim.
Proteína animal
Dos produtos que se dizem comestíveis e que aparecem nas prateleiras dos supermercados, eliminamos:
  • Açúcares,
  • Cereais,
  • Leguminosas,
  • Óleos e margarinas – gorduras provenientes do processamento de sementes e grãos.
Mas depois surgem as dúvidas. A primeira vez que decidimos ir ao supermercado, depois do primeiro passo, é o caos e queremos uma lista. Depois vêm as perguntas do pode ou não pode… alguns dizem que certo alimento pertence ao Paleo, outros dizem que não, em que ficamos?

As variantes do Estilo Paleo mais conhecidas:

Dentro do conceito existem variantes que estão bem definidas e que têm adeptos. Todas são válidas e compete a cada um selecionar aquela que é melhor para si, quer por ser o que mais gosta, quer por ser o que mais contribui para atingir os seus objetivos.
  • Paleo
  • Paleo restrito
  • Cetogénica
  • Low Carb High (Healthy) Fat
  • Primal

Paleo

O Estilo Paleo é o que vai ter as bases que atrás referimos. Desde que não hajam processados, açúcares, grãos e que o prato apresente legumes e/ou vegetais e proteína animal.

Dieta Paleo (Paleo Restrito)

Frutos silvestres – mirtilos
É o Estilo que é defendido por  Loren Cordain. Basicamente, Loren Cordain fala numa dieta onde todos os alimentos são provenientes da agricultura biológica e a proteína animal seja  alimentada a pasto ou de origem selvagem. Assim, não restringe quantidades de frutas, por exemplo, mas alerta para que sejam, preferencialmente, bagas e frutos silvestres. Ainda mais, evita o elevado consumo de solanáceas. Assim sendo, aqui o conceito passa por compreendermos que estamos a adaptar a nossa alimentação à nossa genética.

Cetogénica

A dieta cetogénica pode pertencer ou não ao Estilo Paleo. Visa um consumo muito baixo de alimentos ricos em hidratos de carbono, para que o corpo entre em cetose e haja, obrigatoriamente, queima de gordura. Em termos de quantidade, falamos até ao máximo de 20 g por dia, sendo que existem pessoas que conseguem manter-se em cetose mesmo com um pouco mais de HC.
Assim, podemos verificar se estamos em cetose através de umas fitinhas que se compra na farmácia e que medem os corpos cetónicos na urina. É também possível medir através de análises de sangue. Um dos inconvenientes é a possível ocorrência de mau hálito. Consequentemente,  não é necessário para perda de peso, mas a realidade é que muitos usam para sair de uma estagnação. Efetivamente, é aconselhada por profissionais de saúde que seguem o conceito Paleo, em determinadas circunstâncias. Para as pessoas que sofrem de doenças da síndrome metabólica pode também ser uma opção. Os corpos cetónicos são alimento para o cérebro, quando há falta de glicose e existem relatos de melhoras de problemas, por exemplo, em doentes como alzheimer.
A cetogénica pode ser uma ajuda para pessoas que sofrem de cancro, uma vez que vai simular o jejum e provocar a autofagia das células. Sabemos que as células cancerosas se alimentam de glicose, se lhes retirarmos o
seu alimento, elas morrem. Ainda não há estudos comprovados acerca deste pressuposto, porém é um conceito válido que pode ajudar. Em termos de constituição do prato: muitos verdes, folhosos, essencialmente, e uma boa dose de proteína animal com gordura da boa a acompanhar.

Low Carb High (Healthy) Fat

Com muitos adeptos, a dieta LCHF é basicamente uma dieta que conta os hidratos de carbono. Permite uma ingestão até 50 g de HC por dia e pode ou não pertencer ao Estilo Paleo. Dentro do Paleo, o adepto do LCHF procura alimentos baixos em HC, controlando na sua alimentação as raízes:
  • inhame,
  • mandioca,
  • batata doce,
e outros alimentos com maior quantidade de HC, e dá prioridade aos folhosos. No seu prato vai contar ainda com uma dose de boa gordura, seja ela
  • azeite,
  • óleo de coco
  • ou coco,
  • abacate,
  • frutos secos,
  • azeitonas ou
  • a gordura natural da proteína animal.

Primal

Laticínios

O termo Primal foi introduzido por Mark Sisson e é a imagem de marca dele. Tem outros autores que seguem os mesmos critérios, sem, no entanto, se assumirem Primal, optam por usar o termo Paleo. Assim, o que, atualmente, os diferencia da Paleo Restrita é a introdução de derivados do leite. Além disso, atualmenete, a Primal introduz o consumo de suplementos com determinados cuidados. Também, regra geral, embora aconselhem os alimentos de boa proveniência, não fazem disso uma máxima, pois têm noção que a nível económico, nem sempre é suportável para muitas pessoas. Estão abertos ao consumo de leguminosas ocasionalmente, desde que cozinhadas corretamente, ou seja, com 24 horas em água, com mudanças frequentes e excluindo a água da cozedura.

Curiosamente, e ainda é possível ler isso em alguns textos, a Primal sempre aceitou o consumo de gorduras saturadas e a Restrita não.
Porém, como o conceito é defendido por cientistas e não por ideológicos, a sua mente está aberta para novos factos. Assim, atualmente, Loren Cordain já aceita o consumo de gordura saturada, pois é um verdadeiro cientista e está de mente aberta. Por essa razão, as evidências ciêntíficas falaram mais alto que as suas crenças. Devido a essa posição, respeito profundamente este homem.
Finalmente, este artigo não fala de tudo. Assim sendo, existem variantes ou protocolos dentro da Paleo que podem ser estudadas e usadas em casos específicos. Por exemplo, o PAI – protocolo Auto Imune é seguido pelas pessoas que sofrem de doenças auto imunes e que já seguem Paleo por algum tempo, mas sentem que chegou a hora de fazer um reset na sua alimentação para bem da sua saúde.
Assim sendo, agora conta-me:
  • Já tens o teu Estilo Paleo?
Se quiseres, podes juntar-te ao grupo e descobrir connosco o teu Estilo.
Tranquilamente,
Bela

Como continuar a receber conteúdo de qualidade?

  • Em primeiro lugar, todas as sextas feiras envio para os meus contatos um email com informações e com o resumo do que aconteceu na semana. Se queres receber, clica no atalho abaixo e diz-me em qual dos teus emails queres receber as minhas dicas.
  • Além disso, na plataforma Udemy tenho um curso que te ensina, passo a passo, como podes criar o Teu Estilo Paleo.

Podes encontrar-me, igualmente, nas redes sociais e no YouTube

  • Se queres seguir tudo o que se passa, a Página

Meu Estilo Paleo

é o elo de ligação entre toda a minha presença online.

  • Para um apoio individualizado e especializado, segue a minha página de

Coach e Mentoring

  • Além disso, podes vir fazer parte do nosso grupo no facebook

Grupo Meu Estilo Paleo

  • Queres ter tudo organizado e com um acesso fácil?

Podes seguir o nosso algum no Pinterest

  • Todas as 4ª feiras sai no nosso canal do YouTube um vídeo. Por isso convido-te a te inscreveres no atalho seguinte:

Podes te inscrever aqui