Quero é receitinhas e planos alimentares paleo

Quero é receitinhas e planos alimentares paleo

Cada dia vejo mais pessoas preocupadas com receitas e planos alimentares paleo. Em todo o lado proliferam perguntas que se restringem a: receitinha? Será que desaprendemos a comer?

 

Informação a mais? Planos alimentares paleo?

 

Estamos na era da informação. Nunca a informação esteve acessível tão na ponta dos dedos como agora. Carregamos os nossos smartphones para todo o lado e, qualquer dúvida, basta pegarmos nele, verificarmos a ligação à internet e… voilà: a resposta que precisamos está ali escarrapachada.

 

Nunca foi tão necessário filtrar a informação como agora.

Antes, para termos acesso à informação, tínhamos que procurá-la em lugares específicos. A maior parte das vezes em livros. E não estava assim tão disponível quanto isso.

Hoje, uma palavra ou uma frase remete-nos para milhares e milhares de páginas que abordam esse tema. É verdade que as mais relevantes aparecem no início das pesquisas, mas são mais relevantes porque os seus criadores trataram de lhes dar importância.

Será a mais correta? Será a informação mais pertinente? Será a mais indicada?

Consumimos informação tão avidamente que esquecemos, muitas vezes de a filtrar.

 

Informação passo a passo – planos alimentares paleo

E é aqui que entra a informação mais procurada. Quase ninguém quer saber os porquês. Queremos facilitismo e se encontrarmos a receita com todos os passos, o plano alimentar para seguir à risca, ficamos tranquilos e não queremos saber de mais nada…

A maior parte das pessoas que querem fazer uma mudança alimentar, quer receitinhas e planos alimentares paleo. Quer a papinha feita e depois não sabe, quando não existe o que está na lista disponível, o que fazer à sua vida…

 

E, infelizmente… a informação nem sempre é a melhor.

Hoje, numa das minhas incursões pelas redes sociais deparei-me com 2 situações que me deixaram a pensar no assunto… Por uma questão de privacidade, não coloco aqui o print, mas explico.

 

Situação 1 – Uma receita paleo

 

Sim vi uma receita apelidada de Paleo, com 4 ingredientes, sendo 2 deles:

  • Açúcar mascavado
  • Farinha de arroz

É assim, açúcar é açúcar, nenhuma receita que leve açúcar é paleo. Sim, os nossos antepassados poderiam até comer mel, quando encontravam uma colmeia… mas colocar açúcar, branco, bio, mascavado, castanho, de coco ou seja lá o que for, nas suas refeições… não era uma prática normal.

E depois vem a farinha de arroz. Essa farinha é, essencialmente, amido. Quem faltou às aulas de ciências no segundo ciclo, provavelmente não fez a experiência da descoberta de amido com a tintura de iodo. Mas a maior parte de nós conhece isso e aprendeu que o amido transforma-se em glicose, por ação da amílase, logo na boca. Então, da boca para baixo… amido é açúcar. E é assim que o nosso organismo o reconhece.

Qual é o problema da receita?

Então, metade dos ingredientes o corpo reconhece como açúcar e ainda assim… chamamos a esta receita paleo e sugerimos que seja usada, mesmo para quem quer perder peso e otimizar a sua saúde? Lamento dizer, mas parece-se que alguém está a deixar-se enganar.

Infelizmente, este tipo de receitas é o mais comum, mais procurado e, como tem mais interação com quem procura o facilitismo do planos alimentares paleo ou as receitinhas… por isso, é o mais publicado também.

Planos alimentares paleo

Planos alimentares paleo

Situação 2 – tatuagens

 

Eu gosto de apreciar uma bela tatuagem e cada pessoa faz o que quer com o seu corpo.

Posto isto, porque falo de tatuagens?

Sabemos que uma alimentação ao Estilo Paleo traz benefícios e melhoras para pessoas com doenças que dependem do estilo de vida.

Ora, uma das doenças mais comuns que tem como principal causa o estilo de vida é a diabetes tipo 2. De forma simplista, mas coerente, acontece o seguinte:

Durante muitos anos sobrecarregamos o organismo com açúcares. O pâncreas trabalhou demais e cansou-se. Assim primeiro veio a resistência à insulina e depois a diabetes tipo 2.

Segundo pesquisas levadas a cabo pelo Dr. Jason Fung, diabetes tipo 2 podem ser revertidas, apenas tendo em conta o estilo de vida. Comer corretamente é a chave para o sucesso.

Chocou-me ver pessoas que tatuaram no seu corpo, como algo que vão carregar para sempre, que são portadores de uma doença que podem reverter com uma escolha acertada de alimentos.

A tatuagem tem um propósito, mas…

O objetivo é informar a sua condição. A minha irmã é diabética tipo 1. Em primeiro lugar, essa é uma informação que pode lhe salvar a vida. E ela não pode fazer nada em relação à sua doença a não ser evitar os problemas recorrentes da sua situação, com um estilo de vida saudável.

  • Diabetes tipo 1 é uma doença crónica, até onde nos leva a ciência de hoje.
  • Diabetes tipo 2 é apenas o reflexo de um pâncreas cansado. Precisa de umas férias e, até onde nos leva a ciência de hoje, ele pode voltar a estar em forma.

Até quando vamos estar acorrentados a falsas informações ou procurando apenas os passo a passo confortáveis?

Porquê procurar um plano alimentar com comida que até podes não gostar em vez de teres a liberdade de escolher o teu plano baseado em comida de verdade e que gostas verdadeiramente?

 

Não sabes como criar o teu Estilo?

Vem ter connosco. Desafia-te por 21 dias e aprende! Não vamos servir planos alimentares paleo. Mas garantimos que aprendes o necessário para criares o teu plano alimentar paleo, se o desejares.

 

Desafio 21 - Recebe informações

 

Em menos de um mês terás criado o teu estilo e, garanto-te, se seguires o desafio corretamente, terás resultados fantásticos.

 

E por hoje é tudo,

Obrigada por teres estado aqui comigo.

Se leste até agora, comenta

#informaçãodequalidade

 

Até à próxima semana,

Até lá, fica bem,

 

Tranquilamente,

 

Bela

 

 

Como continuar a receber conteúdo de qualidade?

 

  • Em primeiro lugar, todas as sextas feiras envio para os meus contatos um email com informações e com o resumo do que aconteceu na semana. Se queres receber, clica no atalho abaixo e diz-me em qual dos teus emails queres receber as minhas dicas.
  • Além disso, na plataforma Udemy tenho um curso que te ensina, passo a passo, como podes criar o Teu Estilo Paleo.
  • E outro curso que te ensina, sumariamente, como usares os Macronutrientes para otimizares a tua saúde:

Podes encontrar-me, igualmente, nas redes sociais e no YouTube

  • Se queres seguir tudo o que se passa, a Página

Meu Estilo Paleo

é o elo de ligação entre toda a minha presença online.

  • Para um apoio individualizado e especializado, segue a minha página de

Coach e Mentoring

  • Se preferires um apoio em grupo pequeno, contata-me pelo WhatsApp: 966 745 162
  • Além disso, podes vir fazer parte do nosso grupo no facebook

Grupo Meu Estilo Paleo

  • Queres ter tudo organizado e com um acesso fácil?

Podes seguir o nosso álbum no Pinterest

  • Todas as 4ª feiras sai no nosso canal do YouTube um vídeo. Por isso convido-te a te inscreveres no atalho seguinte:

Podes te inscrever aqui