Frangos com hormonas – Mito ou Verdade?

Frangos com hormonas – Mito ou Verdade?

Frangos com hormonas à venda, será mesmo verdade? Isso dos frangos estarem cheios de hormonas será um mito?

Vamos quebrar mitos!

Hoje, o tema que trago para falar é um tema controverso. Recebi mensagens a pedir que perguntasse nos talhos da minha localidade se vendiam frangos sem hormonas. A maior parte das respostas obtidas foi:

  • Não conseguimos garantir isso.

A dúvida ficou a pairar. E como não gosto nada de falta de informação, não fosse esse o nosso primeiro passo, resolvi meter mãos à obra e procurar informação.

Para garantir credibilidade nas minhas informações, contactei a Direção da Associação Portuguesa de Ciência Aviária, APCA.

Agradeço toda a disponibilidade que apresentaram e, claramente, a resposta dada de forma simples e eficiente responde às questões mais pertinentes.

Transcrevo aqui toda a informação que me foi passada, com um ou outro comentário que acrescentei.

Por ser um tema que desperta mais questões, se alguma ficou por esclarecer, deixa nos comentários.

Se eu souber, respondo, se não souber, reencaminho para as entidades competentes que responderão também às tuas questões.

Para complementar este tema, gravei um vídeo com 7 razões que te podem ajudar a quebrar o mito das hormonas nos frangos. Podes vê-lo aqui.

Vamos, então, ver o que nos diz a APCA:

 

“O mito do uso de hormonas nos frangos”

“Começamos por agradecer o seu contacto. Satisfaz-nos muito que procure, para esclarecer este tema, a opinião de pessoas que trabalham no sector e que são as melhores para poder desmistificar assuntos como este.

Não são adicionadas nas aves produzidas para a alimentação humana, quer por injeção quer pela alimentação, qualquer tipo de hormona para promover o seu crescimento ou com qualquer outro intuito.

A verdade é que as únicas hormonas que existem nas aves são aquelas que estas produzem naturalmente ao longo do seu ciclo de vida, e que lhes permite regular a sua fisiologia e comportamento natural, tal como, inclusivamente, ocorre connosco, os seres humanos.

Além desta prática ser económica e logisticamente inviável por se tratar de animais criados em grupos de grande número de indivíduos por exploração, há muito tempo que é também proibido, sendo atualmente regido por legislação comunitária (Diretiva 96/22/CE do Conselho de 29 de Abril de 1996, que revogou as Diretivas 81/146/CEE e 88/299/CEE, que já regulamentavam esta área). O cumprimento desta legislação é verificado pela Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) através da pesquisa de resíduos destas substâncias nos géneros alimentícios. Os dados mais recentes disponíveis na página da DGAV (de 2016) mostram precisamente zero resultados positivos quanto à presença dessas substâncias, seja nas amostras recolhidas nas explorações, seja na carne.”

Por que os frangos crescem tão depressa?

A APCA foi muito explícita neste ponto. Explica, em 3 pontos base, como é que, em aviário, se consegue que os frangos tenham um crescimento mais acelerado, sem adição de hormonas, claro!

Vejamos o que eles nos escreveram:

“Por vezes, questiona-se a performance dos frangos, mas a resposta acerca do bom desempenho deste tipo de animais deve-se:

  • À seleção de aves com maior capacidade de crescimento sem comprometer outras vertentes vitais para a espécie e para o crescimento equilibrado dos animais (no fundo, o que o sector faz é escolher para progenitores da geração seguinte as aves que mostram melhores características, sejam elas de velocidade de crescimento, de sabor da carne, de vitalidade, etc);
  • À evolução e melhorias na qualidade e equilíbrio nutricional (com a preparação de uma alimentação equilibrada em termos nutricionais, tendo sempre por base a característica natural de alimentação das aves, ou seja, os grãos de cereais e seus derivados – milho, trigo, soja, girassol, etc);

 

  • A uma evolução constante do maneio e gestão do bem-estar e conforto dos animais (feita por profissionais cada vez mais com uma formação académica profunda e elevado respeito pelo bem-estar animal) e o desenvolvimento de vacinas que, inclusivamente, ajudam a garantir a segurança alimentar dos alimentos.”

Explicação plausível da criação do mito

As mudanças que ocorrem nas nossas vidas frenéticas são tão grandes, que não conseguimos acompanhar todas. É um facto. Então, quando surge uma explicação para algo que estamos a ver mudar, tendemos a aceitar uma explicação para tentarmos nos adaptar à mudança. Não é humanamente possível acompanharmos TODAS as mudanças que ocorrem à nossa volta de forma criteriosa. E está tudo bem. Não haveria energia da nossa parte, nem tempo disponível para seguir tudo ao mais ínfimo pormenor. Assim, é possível acreditarmos em algo, só porque se torna mais fácil…

A APCA ajuda-nos a compreender, dando uma explicação plausível para a criação do mito. Outra explicação é a que contei no vídeo que podes ver aqui.

“Talvez por estas constantes e crescentes melhorias, que se desenvolveram no sector desde o final da Segunda Guerra Mundial, não serem do conhecimento público, se tenha criado a ideia de que algo mágico ou proibido estaria por trás do facto dos frangos crescerem mais rápido do que antigamente. Este mito sobre a utilização das hormonas em produção avícola não é exclusivo do nosso país. Na realidade, um pouco por todo o mundo ocidentalizado esse mito é comentado (vide exemplo de publicação informativa australiana).”

Frangos sem hormonas

O objetivo do sector é…

Mas a produção de frangos tem mais objetivos, além, claro está, são empresas, do lucro. Este é fundamental e faz parte da forma como a nossa sociedade evoluiu, porém não é exclusivo, até porque, se o produto não tiver determinados parâmetros de qualidade, a empresa é que fica prejudicada com as consequências.

Segundo a APCA:

“O objetivo do sector é produzir proteína o mais saudável possível, havendo o cuidado de manter a sua saúde intestinal e geral ao melhor nível, porque só assim os animais poderão exprimir todo o seu potencial genético.

O bem-estar animal e a segurança alimentar são as principais preocupações dos técnicos de avicultura, sendo controlada a produção desde a introdução de aves reprodutoras nos pavilhões de produção de ovos para incubação, até ao momento do embalamento de todos os produtos que são disponibilizados no mercado.

Podemos dizer que a carne de frango é uma das proteínas mais seguras e acessíveis que existem no mercado. Somos um país autossuficiente nesta área, e estamos orgulhosamente na linha da frente de toda a evolução mundial, com técnicos muito competentes, que antes de serem profissionais, são também eles consumidores do resultado final do seu trabalho.

A Direção da Associação Portuguesa de Ciência Avícola (A.P.C.A.)”

Mito Derrubado!

 

E isto é o que tinha

para partilhar hoje contigo.

Mas, sendo um assunto de interesse global e que suscita muitas questões, é normal que tenhas as tuas.

Deixa-as nos comentários que responderei, ou encaminharei para as entidades competentes a fim de pedir esclarecimentos adicionais, caso eu não os saiba dar.

Obrigada por teres acompanhado este artigo até aqui.

Já sabes que temos os grupos no WhatsApp. Lá ajudamos pessoas que querem tomar as rédeas da sua saúde, no que diz respeito ao Estilo de Vida.

Para nos conheceres, envia uma mensagem agora. Clica no botão:

Desafio 21 - Recebe informações

Até breve, aqui, até lá, já sabes, fica bem,

Tranquilamente,

Bela

Como continuar a receber conteúdo de qualidade?

  • Em primeiro lugar, todas as sextas feiras envio para os meus contatos um email com informações e com o resumo do que aconteceu na semana. Se queres receber, clica no atalho abaixo e diz-me em qual dos teus emails queres receber as minhas dicas.
  • Além disso, na plataforma Udemy tenho um curso que te ensina, passo a passo, como podes criar o Teu Estilo Paleo.
  • E outro curso que te ensina, sumariamente, como usares os Macronutrientes para otimizares a tua saúde:

Podes encontrar-me, igualmente, nas redes sociais e no YouTube

  • Se queres seguir tudo o que se passa, a Página

Meu Estilo Paleo

é o elo de ligação entre toda a minha presença online.

  • Para um apoio individualizado e especializado, segue a minha página de

Coach e Mentoring

  • Se preferires um apoio em grupo pequeno, contata-me pelo WhatsApp: 966 745 162
  • Além disso, podes vir fazer parte do nosso grupo no facebook

Grupo Meu Estilo Paleo

  • Queres ter tudo organizado e com um acesso fácil?

Podes seguir o nosso álbum no Pinterest

  • Todas as 4ª feiras sai no nosso canal do YouTube um vídeo. Por isso convido-te a te inscreveres no atalho seguinte:

Podes te inscrever aqui