Semana do Foco e a Síndrome Metabólica

Semana do Foco e a Síndrome Metabólica

Hoje, com o coração nas mãos, quase escutando o seu palpitar e olhando para o que era a minha realidade… resolvi partilhar contigo o meu antes, a minha dor passada, para que possas comparar com o meu eu agora e, se isso te ajudar de alguma forma, fico feliz. Vais conhecer-me com síndrome metabólica.

Começamos a Semana do Foco, totalmente virada para os aspectos que podem estar no teu controle, a fim de que tenhas a tua saúde metabólica na palma das tuas mãos. Esta não é uma Semana criada ao acaso, cada dia, cada partilha, cada momento vivido foi pensado especialmente para ti, que queres colocar um ponto final no teu eu de agora e partir rumo a uma nova etapa na tua vida.

Vamos, essencialmente, fornecer-te todos os recursos e informações necessárias para que possas fazer o que depende de ti. Para que possas criar o Teu Estilo Paleo

A Síndrome metabólica

A síndrome metabólica é diagnosticada quando temos 3 dos 5 problemas:

  • Tensão arterial elevada
  • Glicose em jejum acima de 100
  • HDL baixo
  • Triglicéridos acima de 150
  • Peso acima do normal, se a sua causa é gordura acumulada no organismo, sendo que a da região abdominal é a mais prejudicial.

Ter síndrome metabólica quer dizer que estamos com o corpo inflamado, logo outras inflamações são mais perigosas.

A importância de um organismo saudável

Mais de 99% das pessoas que apresentam complicações mais graves por causa da Covid 19 têm outras patologias. 75% estão com peso a mais ou obesos. Há 4 anos atrás eu estaria no grupo de risco. Hoje, tendo em conta estes parâmetros, a probabilidade de eu vir a ter complicações é muito menor.

Então, tal como eu fiz e muitos dos meus clientes, tu também podes agarrar a tua saúde e fazer a tua parte. Descobre como na Semana do Foco.

Estou a dar-te, ao longo desta semana, tudo o que precisas fazer, a fim de que possas também diminuir o teu risco e o risco dos que te são queridos.

Deixo aqui o primeiro vídeo para que o possas assistir e decidir o que queres fazer.

Se gostaste do exercício proposto no final, deixa aí nos comentários o que aconteceu quando o fizeste.

De que estás à espera para começares?